A FORMAÇÃO GEOLÓGICA DO ARQUIPÉLAGO

Entenda por que os tremores são tão frequentes em São Pedro e São Paulo

O arquipélago fica sobre a Falha Transformante de São Paulo, uma das maiores do mundo

 

Essa falha no Atlântico tem 630 km de extensão e 120 km de largura

ÁFRICA

BRASIL

oceano

Atlântico

Arquipélago de

São Pedro e

São Paulo

Placa

Africana

Falha Transformante

de São Paulo

(ao norte)

100 km

(ao sul)

Placa Sul-Americana

A INCIDÊNCIA DE TERREMOTOS

A falha transformante está sujeita a constantes movimentos de compressão e deslizamento das placas tectônicas

 

O arquipélago tem cerca

de 4 km de profundidade

4 km

Placa Africana

(ao norte)

Placa Sul-Americana

(ao sul)

Falha Transformante

de São Paulo

8 a 9

É esse frequente vai-e-vem das placas que causa os terremotos na ilha

Devastação completa. Forma-se ondas no solo

9

7 a 8

8

Pânico generalizado. Poucos prédios resistem. Acontecem deslizamentos e rachaduras no chão

3 a 4

7

ocorrências, em média, são, registradas por semana

6

Gera pânico. Dano considerável em prédios

6

5

Todos sentem. Chaminés caem, móveis se movimentam

5

Os tremores vão de de 2 a 5 na escala Richter

 

4

Sentido por muitas pessoas. Objetos pendurados balançam. Louças fazem barulho, podendo se quebrar

 

4

3

3

Vibração como a de um caminhão pesado passando na rua

 

A ESCALA RICHTER

2

2

Criada em 1935 por Charles Richter, é uma escala logarítmica, fazendo com que a diferença entre uma unidade e outra seja maior do que parece à primeira vista

Sentido por alguns. Lustres balançam

1

Menos que 2

Raramente sentidos

0

A FORMAÇÃO GEOLÓGICA

DO ARQUIPÉLAGO

Entenda por que os tremores são tão

frequentes em São Pedro e São Paulo

O arquipélago fica sobre a Falha Transformante de São Paulo, uma das maiores do mundo

 

Essa falha no Atlântico tem 630 km de extensão e 120 km de largura

ÁFRICA

oceano

Atlântico

BRASIL

Falha

Transformante

de São Paulo

Arquipélago de

São Pedro e

São Paulo

Placa Africana

(norte)

100 km

Placa Sul-Americana

(sul)

A INCIDÊNCIA DE

TERREMOTOS

A falha transformante está sujeita a constantes movimentos de compressão e deslizamento das placas tectônicas

 

O arquipélago

tem cerca

de 4 km de

profundidade

Placa Africana

4 km

(norte)

Placa Sul-

Americana

Falha Transformante

de São Paulo

(sul)

É esse frequente vai-e-vem das placas que causa os terremotos na ilha

3 a 4

ocorrências, em média, são, registradas por semana

Os tremores vão de de 2 a 5 na escala Richter

 

8 a 9

Devastação completa. Forma-se ondas no solo

9

7 a 8

Pânico generalizado. Poucos prédios resistem. Acontecem deslizamentos e rachaduras no chão

8

7

6

Gera pânico. Dano considerável em prédios

6

5

Todos sentem. Chaminés caem, móveis se movimentam

5

4

Sentido por muitas pessoas. Objetos pendurados balançam. Louças fazem barulho, podendo se quebrar

 

4

3

3

Vibração como a de um caminhão pesado passando na rua

 

2

2

1

Sentido por alguns. Lustres balançam

Menos que 2

0

Raramente sentidos

A ESCALA RICHTER

Criada em 1935 por Charles Richter, é uma escala logarítmica, fazendo com que a diferença entre uma unidade e outra seja maior do que parece à primeira vista