O AEDES AEGYPTI

Hábito mais diurno, voa geralmente entre 0,5 e 1,5 metro de altura. Pode subir até 18 m (6 andares) e voar horizontalmente cerca de 100 m

O mosquito tem marcas brancas na parte traseira do tórax e pernas marcadas 

de preto e branco

Onde está o Aedes

O mapa mostra a probabilidade de ocorrência do mosquito.

Cores mais quentes indicam alta probabilidade de ocorrência

Fonte: Kraemer et al. Un. de Oxford (2015)

como combater o mosquito

Fumegação

A fumegação por inseticidas é usada, mas é uma espécie de último recurso. Seria indesejada porque os mosquitos geram resistência e só a forma alada sofre os efeitos –larvas e ovos sobrevivem

 

Eliminação de criadouros

A tentativa mais fomentada é a remoção dos criadouros (como em vasos de
plantas ou caixas-d’água destampadas). Pode ser a melhor estratégia porque visa o longo prazo. Para manter os ganhos é necessário manter uma vigilância sistemática

 

Mosquito transgênico

O mosquito transgênico –que é macho– carrega um gene letal para sua prole. Em testes a população de mosquitos foi bastante reduzida, mas não seria uma solução definitiva –milhões e milhões de mosquitos teriam sempre de ser soltos, a um custo elevado

 

Mosquito infectado
com bactéria

Funciona mais ou menos do mesmo jeito: talvez diminua a transmissão de dengue, mas não se sabe o que acontece com chikungunya e zika. E há outra questão: esse mosquito é supersensível a inseticidas

Tipos de Repelentes

 

Tipo: com DEET

Duracão: até 4h

Característica: criança não pode usar

Preço: R$ 18

 

Tipo: com IR3535

Duracão: até 4h

Característica: menos tóxico, crianças podem usar a partir dos 6 meses, em concentrações baixas e uma vez ao dia; depois dos 2 anos, duas vezes ao dia

Preço: R$ 32

 

Tipo: com icaridina

Duracão: até 10h

Característica: O mais caro e o mais duradouro, mas não pode ser usado

por crianças

Preço: R$ 54

7 DICAS PARA O USO DE REPELENTES

EM CRIANÇAS E GRÁvidas

Grávida pode usar qualquer um dos tipos

 

Não dormir com repelente

 

Não passar perto de boca, olhos ou nariz da criança

 

Aplicar somente na área exposta, não embaixo da roupa

 

Se for usar com filtro solar, passar o repelente por último, e não nas mãos

 

Crianças de 2 aos 7 anos só devem usar repelente até duas vezes ao dia

 

Bebês menores de 6 meses não podem usar repelente. Nesse caso a proteção deve ser com roupas e mosqueteiros

MITO DO COMPLEXO B

Pesquisadores da Universidade de Wisconsin (EUA) tentaram ver se a suplementação com o complexo B poderia ajudar a repelir mosquitos. O resultado foi negativo. As pessoas suplementadas foram igualmente picadas

como se esquivar

Telas

A medida mais importante para proteger crianças (e quem não estiver usando repelentes) é o uso de telas e mosqueteiros, que impedem a chegada dos mosquitos

 

Roupas

Roupas compridas funcionam como uma barreira física contra o mosquito. Uso de meias e sapatos fechados também ajudam

Copyright Folha de S.Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).