A NOVA VIZINHANÇA DE DORIA

Sede da prefeitura, que já foi um polo do PIB paulistano, é cercada por prédios subutilizados e promessas não cumpridas

RAUL JUSTE LORES
LUCIANO VERONEZI
DE SÃO PAULO

O EDIFÍCIO

MATARAZZO

Cobertura

Conta com um jardim suspenso com mais de 400 espécies vegetais, entre elas, árvores frutíferas, cana-de-açúcar, pau-brasil e ervas medicinais. Também há um pequeno lago com carpas

Os demais andares do prédio abrigam algumas secretarias, como a de Comunicação e a de Relações Internacionais, a Procuradoria e a Controladora do município e outros departamentos, além de um auditório para 270 pessoas

Heliponto

Entrada

principal pelo

viaduto do Chá

Garagem

Edifício Matarazzo

O prédio que hoje abriga a

Prefeitura de São Paulo foi

inaugurado em 1939 para

ser a sede das Indústrias

Reunidas Matarazzo

A construção

Revestido de mármore

travertino, tem 14 andares e

27.800 m2 de área construída

O projeto

O escritório Severo Villares

ganhou concurso para

desenhá-lo, mas os

Matarazzo se encantaram

com o arquiteto favorito de

Mussolini, Marcello

Piacentini. Ele imprimiu o

neoclassicismo caro ao

fascismo na fachada

5º ANDAR

Recepção

É onde fica o

prefeito

Elevadores

Vão livre

Telões

Banheiro

Sala reservada

Além de um armário de

troféus e presentes como

camisas de futebol autogra-

fadas e homenagens, há uma

mesa para almoço.

No quarto andar do

prédio fica a cozinha. Lá é

preparado o menu que será

servido nesse espaço para

os convidados do prefeito

Sala de reuniões

É o espaço no qual o

prefeito recebe sua equipe

para reuniões maiores. Há

um quadro de Tomie Ohtake

e 32 telões pelos quais ele

monitora a cidade. É possível

observar o trânsito, previsão do

tempo, controlar os piscinões e

as salas de espera das AMAs.

POR DENTRO DO

GABINETE

É o local onde o prefeito fica a maior

parte do tempo despachando. Tem

uma mesa com três computadores e

pequenos objetos pessoais. Há

uma área para receber visitas

“Fundação

de São Paulo”,

tela de Antônio

Estante

Parreiras

Sala

TV

Mesa de

Área de

reunião

trabalho

Varanda

Jornais e

revistas

A vista do prefeito

O gabinete conta com uma varanda com

vista para o Theatro Municipal, vale do

Anhangabaú e viaduto do Chá

Para entrar no gabinete é preciso estar cadastrado no sistema de segurança que funciona com biometria

VALE DOS

GIGANTES

Edifício Altino Arantes

Por quase 20 anos, entre 1947 e 1965, foi

o mais alto da cidade, com seus 161

metros, uma versão menor do nova-iorqui-

no Empire State, do qual pegou emprestado

os traços. Sediou o Banespa até 2000

Secretária Estadual

de Esporte, Lazer e Juventude

Antigo Banco de São Paulo, é o mais luxuoso

art déco da cidade. Aberto em 1938, foi

projetado pelo arquiteto Álvaro de Arruda

Botelho para o banco da família Almeida

Prado. Com a venda da instituição ao

Banespa, em 1973, virou patrimônio público

Edifício Martinelli

A partir de 1929, supera o Sampaio Moreira

em altura. O prédio em tons de rosa leva o

nome de seu idealizador, o italiano Giu-

seppe Martinelli, que instalou seu próprio

palazzo no topo, para garantir a segurança

da empreitada. Abrigou clubes, restauran-

tes, boates, hotel, cinema. Hoje abriga

secretarias municipais

Edifício Sampaio Moreira

Inaugurado em 1924, era o maior da

cidade, com 14 andares. Projetado por

Samuel e Cristiano das Neves, pai e filho

—este último o autor da Estação Júlio Prestes

Pórtico da praça do Patriarca

Polêmico projeto do arquiteto Paulo

Mendes da Rocha, instalado em 2002,

serviria de entrada monumental à Galeria

Prestes Maia, que se encontra sem uso há

quase 15 anos

Conde de Prates

Foi erguido no lugar do palacete francês do

conde. Projetado em 1952 pelo imigrante

italiano Giancarlo Palanti, ex- sócio de Lina

Bo Bardi em um escritório de design

Hotel Othon

Aberto para os festejos do Quarto Centená-

rio de São Paulo, que supostamente coloca-

riam a cidade na rota do turismo interna-

cional. Projetado pelo arquiteto alemão

Philipp Lohbauer

CBI-Esplanada

Primeiro arranha-céu moderno da cidade,

aberto em 1951, sediou o exclusivo Auto-

móvel Clube. Projeto do imigrante polonês

Lucjan Korngold, que precisou negociar

com a prefeitura a aprovação das novida-

des no desenho

Hotel Esplanada

Em estilo eclético, foi o primeiro hotel de

luxo da cidade, aberto em 1923. Atrás do

Theatro Municipal, hospedava todos os

artistas que ali se apresentavam. Por anos,

foi sede da Votorantim

Theatro Municipal

Muito inspirado na Ópera Garnier, de Paris,

foi inaugurado em 12 de setembro de

1911, depois de oito anos de construção.

De 11 a 18 de fevereiro de 1922, foi palco

da Semana de Arte Moderna. Primeira

grande construção do Centro Novo, seu

funcionamento aumentou o tráfego no

viaduto do Chá

Viaduto do Chá

Quando aberto em 1892, com estrutura

metálica e assoalho de madeira, foi apelida-

do de “três vinténs” pelo pedágio cobrado

para atravessá-lo. O atual viaduto em con-

creto, em estilo art déco, ficou pronto em

1938, após um concurso público vencido

pelo arquiteto Elisário Bahiana

Edificio Alexandre Mackenzie

Foi sede da Light, companhia canadense de

geração e distribuição de energia e que

operava os bondes. Foi projetado em estilo

eclético pelo arquiteto americano radicado

no Rio de Janeiro William Proctor Preston.

Desde 1999 abriga o Shopping Light

Edificio João Bricola (Mappin)

Desde 1939, abrigou a mais luxuosa loja de

departamentos da cidade, onde as senho-

ras da sociedade se reuniam para tomar

chá. Projeto art déco de Elisario Bahiana,

arquiteto que fez o viaduto do Chá e o

Jockey Clube de SP

O EDIFÍCIO

MATARAZZO

Cobertura

Conta com um jardim suspenso com mais de 400 espécies vegetais, entre elas, árvores frutíferas, cana-de-açúcar, pau-brasil e ervas medicinais. Também há um pequeno lago com carpas

Os demais andares do prédio abrigam algumas secretarias, como a de Comunicação e a de Relações Internacionais, a Procuradoria e a Controladora do município e outros departamentos, além de um auditório para 270 pessoas

Heliponto

Entrada

principal pelo

viaduto do Chá

Garagem

Edifício Matarazzo

O prédio que hoje abriga a

Prefeitura de São Paulo foi

inaugurado em 1939 para

ser a sede das Indústrias

Reunidas Matarazzo

A construção

Revestido de mármore

travertino, tem 14 andares e

27.800 m2 de área construída

O projeto

O escritório Severo Villares

ganhou concurso para

desenhá-lo, mas os

Matarazzo se encantaram

com o arquiteto favorito de

Mussolini, Marcello

Piacentini. Ele imprimiu o

neoclassicismo caro ao

fascismo na fachada

5º ANDAR

Recepção

É onde fica o

prefeito

Elevadores

Vão livre

Telões

Banheiro

Sala reservada

Além de um armário de

troféus e presentes como

camisas de futebol autogra-

fadas e homenagens, há uma

mesa redonda na qual

almoça. No quarto andar

do prédio fica a cozinha.

Lá é preparado o menu que

será servido nesse espaço

para os convidados do prefeito

Sala de reuniões

É o espaço no qual o

prefeito recebe sua equipe

para reuniões maiores. Há

monitora a cidade. É possível

observar o trânsito, previsão do

tempo, controlar os piscinões e

as salas de espera das AMAs.

POR DENTRO DO

GABINETE

É o local onde o prefeito fica a maior

parte do tempo despachando. Tem

uma mesa com três computadores e

pequenos objetos pessoais. Há

uma área para receber visitas

“Fundação

de São Paulo”,

tela de Antônio

Estante

Parreiras

Sala

TV

Mesa de

Área de

reunião

trabalho

Varanda

Jornais e

revistas

A vista do prefeito

O gabinete conta com uma varanda com

vista para o Theatro Municipal, vale do

Anhangabaú e viaduto do Chá

Para entrar no gabinete é preciso estar cadastrado no sistema de segurança que funciona com biometria

VALE DOS

GIGANTES

Edifício Altino Arantes

Por quase 20 anos, entre 1947 e 1965, foi

o mais alto da cidade, com seus 161

metros, uma versão menor do nova-iorqui-

no Empire State, do qual pegou emprestado

os traços. Sediou o Banespa até 2000

Secretária Estadual

de Esporte, Lazer e Juventude

Antigo Banco de São Paulo, é o mais luxuoso

art déco da cidade. Aberto em 1938, foi

projetado pelo arquiteto Álvaro de Arruda

Botelho para o banco da família Almeida

Prado. Com a venda da instituição ao

Banespa, em 1973, virou patrimônio público

Edifício Martinelli

A partir de 1929, supera o Sampaio Moreira

em altura. O prédio em tons de rosa leva o

nome de seu idealizador, o italiano Giu-

seppe Martinelli, que instalou seu próprio

palazzo no topo, para garantir a segurança

da empreitada. Abrigou clubes, restauran-

tes, boates, hotel, cinema. Hoje abriga

secretarias municipais

Edifício Sampaio Moreira

Inaugurado em 1924, era o maior da

cidade, com 14 andares. Projetado por

Samuel e Cristiano das Neves, pai e filho

—este último o autor da Estação Júlio Prestes

Pórtico da praça do Patriarca

Polêmico projeto do arquiteto Paulo

Mendes da Rocha, instalado em 2002,

serviria de entrada monumental à Galeria

Prestes Maia, que se encontra sem uso há

quase 15 anos

Conde de Prates

Foi erguido no lugar do palacete francês do

conde. Projetado em 1952 pelo imigrante

italiano Giancarlo Palanti, ex- sócio de Lina

Bo Bardi em um escritório de design

Hotel Othon

Aberto para os festejos do Quarto Centená-

rio de São Paulo, que supostamente coloca-

riam a cidade na rota do turismo interna-

cional. Projetado pelo arquiteto alemão

Philipp Lohbauer

CBI-Esplanada

Primeiro arranha-céu moderno da cidade,

aberto em 1951, sediou o exclusivo Auto-

móvel Clube. Projeto do imigrante polonês

Lucjan Korngold, que precisou negociar

com a prefeitura a aprovação das novida-

des no desenho

Hotel Esplanada

Em estilo eclético, foi o primeiro hotel de

luxo da cidade, aberto em 1923. Atrás do

Theatro Municipal, hospedava todos os

artistas que ali se apresentavam. Por anos,

foi sede da Votorantim

Theatro Municipal

Muito inspirado na Ópera Garnier, de Paris,

foi inaugurado em 12 de setembro de

1911, depois de oito anos de construção.

De 11 a 18 de fevereiro de 1922, foi palco

da Semana de Arte Moderna. Primeira

grande construção do Centro Novo, seu

funcionamento aumentou o tráfego no

viaduto do Chá

Viaduto do Chá

Quando aberto em 1892, com estrutura

metálica e assoalho de madeira, foi apelida-

do de “três vinténs” pelo pedágio cobrado

para atravessá-lo. O atual viaduto em con-

creto, em estilo art déco, ficou pronto em

1938, após um concurso público vencido

pelo arquiteto Elisário Bahiana

Edificio Alexandre Mackenzie

Foi sede da Light, companhia canadense de

geração e distribuição de energia e que

operava os bondes. Foi projetado em estilo

eclético pelo arquiteto americano radicado

no Rio de Janeiro William Proctor Preston.

Desde 1999 abriga o Shopping Light

Edificio João Bricola (Mappin)

Desde 1939, abrigou a mais luxuosa loja de

departamentos da cidade, onde as senho-

ras da sociedade se reuniam para tomar

chá. Projeto art déco de Elisario Bahiana,

arquiteto que fez o viaduto do Chá e o

Jockey Clube de SP

O EDIFÍCIO MATARAZZO

Cobertura

Conta com um jardim suspenso com mais de 400

espécies vegetais, entre elas, árvores frutíferas,

cana-de-açúcar, pau-brasil e ervas medicinais.

Também há um pequeno lago com carpas

Heliponto

Os demais andares do prédio abrigam

algumas secretarias, como a de

Comunicação e a de Relações

Recepção

Internacionais, a Procuradoria e a

Elevadores

Controladora do município e

outros departamentos, além de

um auditório para 270 pessoas

Vão livre

Secretárias

5º ANDAR

Entrada

É onde fica o prefeito

principal pelo

Garagem

viaduto do Chá

Gabinte

Telões

Edifício Matarazzo

O prédio que hoje abriga a

Copa

Prefeitura de São Paulo foi

Banheiro

inaugurado em 1939 para

ser a sede das Indústrias

Reunidas Matarazzo

A construção

Revestido de mármore

travertino, tem 14 andares e

27.800 m

de área constru

ída

2

O projeto

O escritório Severo Villares

Sala de reuniões

Sala reservada

ganhou concurso para

Prefeito recebe sua equipe É o espaço no qual o para reuniões maiores. Há um quadro de Tomie Ohtake e 32 telões pelos quais ele monitora a cidade. É possível observar o trânsito, a previsão do tempo, controlar os piscinões e as salas de espera das AMAs.

Além de um armário de troféus e presentes como camisas de futebol autografadas e homenagens, há uma mesa redonda para almoço. No quarto andar do prédio fica a cozinha. Lá é preparado o menu que será servido nesse espaço para os convidados do prefeito

desenhá-lo, mas os

Matarazzo se encantaram

com o arquiteto favorito de

Mussolini, Marcello

Piacentini. Ele imprimiu o

neoclassicismo caro ao

fascismo na fachada

POR DENTRO DO GABINETE

“Fundação

É o local onde o prefeito fica a maior parte do tempo despachando. Tem uma mesa com três computadores e pequenos objetos pessoais. Há uma área para receber visitas

de São Paulo”,

tela de Antônio

Parreiras

Estante

Sala

Para

entrar no

Área de

gabinete é preciso

trabalho

estar cadastrado no

TV

sistema de segurança que

Mesa de

reunião

funciona com biometria

Jornais e

revistas

8,19 m

A vista do prefeito

O gabinete conta com uma varanda com vista para o Theatro Municipal, vale do Anhangabaú e viaduto do Chá

VALE DOS GIGANTES

Edifício Altino

Secretária

Edifício Martinelli

Edifício Sam-

Pórtico da praça

Conde de Prates

Hotel Othon

Arantes

Estadual

paio Moreira

do Patriarca

A partir de 1929,

Foi erguido no

Aberto para os

de Esporte, Lazer

supera o Sampaio

lugar do palacete

festejos do

Por quase 20

Inaugurado em

Polêmico projeto

e Juventude

Moreira em altura. O

francês do conde.

Quarto Centená-

anos, entre 1947 e

1924, era o maior

do arquiteto Paulo

prédio em tons de

Projetado em

rio de São Paulo,

1965, foi o mais

da cidade, com

Mendes da Rocha,

Antigo Banco de São

rosa leva o nome de

1952 pelo imi-

que supostamen-

alto da cidade,

14 andares. Pro-

instalado em

Paulo, é o mais luxu-

seu idealizador, o

grante italiano

te colocariam a

com seus 161

jetado por

2002, serviria de

oso art déco da

italiano Giuseppe

Giancarlo Palanti,

metros, uma

Samuel e Cristia-

entrada monu-

cidade. Aberto em

cidade na rota do

Martinelli, que insta-

ex- sócio de Lina

versão menor do

no das Neves, pai

mental à Galeria

1938, foi projetado

turismo interna-

pelo arquiteto Álvaro

lou seu próprio

Bo Bardi em um

nova-iorquino

e filho —este

Prestes Maia, que

cional. Projetado

palazzo no topo,

escritório

Empire State, do

último o autor

se encontra sem

de Arruda Botelho

pelo arquiteto

para garantir a segu-

de design

qual pegou em-

da Estação Júlio

uso há quase

para o banco da

alemão Philipp

rança da empreita-

Prestes

15 anos

família Almeida

Lohbauer

prestado os traços.

da. Abrigou clubes,

Prado. Com a venda

Sediou o Banespa

restaurantes, boates,

da instituição ao

até 2000

hotel, cinema. Hoje

Banespa, em 1973,

é sede de secretarias

virou patrimônio

municipais

público

av. São João

CBI-Esplanada

Hotel Esplanada

Theatro Municipal

Viaduto do Chá

Edificio Alexandre

Edificio João

Mackenzie

Bricola (Mappin)

Primeiro arranha-céu

Em estilo eclético,

Muito inspirado na

Quando aberto em

Ópera Garnier, de Paris,

moderno da cidade,

foi o primeiro

1892, com estrutura

Foi sede da Light,

De 1939, abrigou

aberto em 1951,

hotel de luxo da

foi inaugurado em 12

metálica e assoalho de

companhia canaden-

a mais luxuosa loja

sediou o exclusivo

cidade, aberto em

de setembro de 1911,

madeira, foi apelidado

se de geração e

de departamentos

Automóvel Clube.

1923. Atrás do

depois de oito anos de

de “três vinténs” pelo

distribuição de ener-

da cidade, onde as

Projeto do imigrante

Theatro Municipal,

construção. De 11 a 18

pedágio cobrado para

gia e que operava os

senhoras da socie-

polonês Lucjan Korn-

hospedava todos

de fevereiro de 1922,

atravessá-lo. O atual

bondes. Foi projeta-

dade se reuniam

os artistas que ali

foi palco da Semana de

viaduto em concreto,

do em estilo eclético

para tomar chá.

gold, que precisou

se apresentavam.

Arte Moderna. Primeira

em estilo art déco,

pelo arquiteto ameri-

Projeto art déco de

negociar com a pre-

Por anos, foi sede

grande construção do

ficou pronto em 1938,

cano radicado no Rio

Elisário Bahiana,

feitura a aprovação

da Votorantim

Centro Novo, seu fun-

após um concurso

de Janeiro William

arquiteto que fez o

das novidades no

cionamento aumentou

público vencido pelo

Proctor Preston.

viaduto do Chá e o

desenho

o tráfego no viaduto

arquiteto Elisário

Desde 1999 abriga o

Jockey Clube de SP

do Chá

Bahiana

Shopping Light