na quadra

Basquete em cadeira de rodas

A Lenda

Foto de Patrick Anderson (CAN), lenda do na-quadra paraolímpico

Patrick Anderson (CAN)

Tido como o melhor jogador do mundo, tem três ouros e uma prata em Paraolimpíadas

Time

Cinco atletas em cada equipe

Foto de Patrick Anderson (CAN), lenda do na-quadra paraolímpico

A quadra

Segue o padrão olímpico

Regras

Posse de bola

O jogador deve quicar, arremessar ou passar a bola a cada dois toques dados na cadeira. Cada equipe tem 24 s para fazer um arremesso

Duração

Quatro quartos de 10 minutos cada um

Quem pratica

Na classificação funcional, os atletas são avaliados conforme o comprometimento físico-motor em uma escala de 1 a 4,5. Quanto maior a deficiência, menor a classe. A soma desses números na equipe de cinco pessoas não pode ultrapassar 14

CURIOSIDADES

"Ferrari"

As cadeiras de rodas do basquete chegam a custar mais de US$ 5 mil e podem durar apenas seis meses. Elas não têm freios

Equipamento

BRASIL NOS JOGOS

Sem medalhas

Rúgbi em cadeira de rodas

A quadra

Regras

Duração

4 tempos de 8 min cada um

Objetivo

Passar da linha do gol com as duas rodas da cadeira e a bola nas mãos

Equipamento

Curiosidade

"Bola assassina"

O esporte era chamado de "Murderball" (Bola asssassina, em inglês). Recebeu o nome menos polêmico nos anos 1980

Quem Pratica

O rúgbi em cadeira de rodas é praticado por atletas tetraplégicos dos sexos masculino e feminino

BRASIL NOS JOGOS

Sem medalhas

Golbol

A Lenda

Foto de Jen Armbruster (EUA), lenda do na-quadra paraolímpico

Jen Armbruster (EUA)

Disputou sete Jogos e ganhou um ouro, uma prata e um bronze

Quem pratica

B1: Cego total

B2: Atletas que têm a percepção de vultos

B3: Os atletas conseguem definir imagens

A quadra

Regras

Duração: dois tempos de 12 min cada um

Vencedor: quem fizer mais gols ou quem abrir vantagem de 10 gols primeiro. Os jogadores atacam e defendem

É proibido: invadir a área do adversário e tocar na venda sem permissão

Ataque: cada time tem 10 s para arremessar a bola para tentar acertar o gol rival. bola tem que tocar a parte da quadra da equipe atacante antes de ir para a área do rival

Defesa: os atletas podem deitar o chão para tapar o gol dentro de uma área restrita, definida por linhas táteis

Pênalti: só um jogador pode tentar defender a cobrança

Você vai ouvir

Árbitro Galvão Bueno

A função dos juízes é também narrar o que está acontecendo na quadra, com comandos verbais que orientam os atletas. A torcida tem de fazer silêncio durante o jogo todo e só pode vibrar nos gols

Curiosidade

Reabilitação

O goalball foi criado em 1946 pelo austríaco Hanz Lorezen e o alemão Sepp Reindle, que tinham como objetivo reabilitar veteranos da Segunda Guerra Mundial que perderam a visão

Equipamento

BRASIL NOS JOGOS

  • Ouro
  • nenhuma medalha de ouro
  • Prata
  • imagem que representa uma medalha de prata
  • Bronze
  • nenhuma medalha de bronze

Rúgbi em cadeira de rodas

A quadra

Disputa

Como a do vôlei convencional. Melhor de cinco sets. Os quatro primeiros vão a 25 pontos ou até uma equipe abrir dois de vantagem. O tie-break vai a 15

Quem pratica

Pessoas com alguma dificuldade de locomoção, desde amputados até atletas com problemas físicos leves

Equipamento

Toques

Os jogadores jogam sentados e sempre que tocarem na bola devem estar em contato com o chão. O time pode tocar 3 vezes seguidas na bola antes de lançá-la para o outro lado da rede

Curiosidade

Força iraniana

O Irã é o maior medalhista masculino dos Jogos, com cinco ouros e duas pratas

Time

Seis jogadores cada um. Três jogadores da equipe ficam na rede e outros três no fundo da quadra. Há também o líbero, especialista em defesa, que usa camisa de cor diferente, só pode atuar no fundo da quadra e não ataca

BRASIL NOS JOGOS

Sem medalhas