Tire 10 dúvidas

1 Quais vacinas são exigidas para viagens internacionais?

Atualmente, apenas a vacina contra a febre amarela é exigida por alguns países (veja lista abaixo). É necessário viajar com o CIVP (Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia), regulamentado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e válido no mundo inteiro.

2 Com quanto tempo de antecedência é preciso tomar a vacina contra a febre amarela?

Pelo menos dez dias antes do embarque.

3 Por quanto tempo a vacina é válida?

A vacina contra a febre amarela confere proteção de dez anos, válidos dez dias após sua administração.

4 Como obter o CIVP (Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia)?

O certificado é emitido somente em postos oficiais da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ou nos Centros de Orientação para a Saúde do Viajante credenciados pela instituição. É preciso comparecer a um deles com o Cartão Nacional de Vacina preenchido e documento de identidade com foto. Para menores de 18 anos, é necessário levar Certidão de Nascimento (a vacina contra a febre amarela é indicada para crianças a partir de nove meses).

POSTOS DA ANVISA:

Aeroporto de Congonhas

Av. Washington Luiz, s/n, Ala Sul, Jd. Aeroporto, tel. 0/xx/11/5090-9228. Seg. a sex. (dias úteis), das 8h às 17h.

Aeroporto de Guarulhos

Terminal 2, Asa C, Desembarque, Guarulhos–SP, tel. 0/xx/11/2445-4435. Seg. a sex. (dias úteis), das 8h às 12h e das 13h às 17h.

5 A emissão do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia é gratuita?

Sim.

6 É possível tomar a vacina gratuitamente?

Sim, ela é gratuita nos postos de vacinação das unidades de saúde ligadas às Secretarias Municipais e Estaduais da Saúde. Nesses postos, o viajante receberá o Cartão Nacional de Vacina, válido em todo o Brasil.

7 A vacina contra febre amarela tem contraindicação?

Sim. Ela é contraindicada na gestação, para crianças com menos de seis meses, portadores de HIV, pacientes com câncer e que usam frequentemente corticoides ou radiação. Nestes casos, o cidadão pode requerer o CIIVP (Atestado ou Certificado de Isenção de Vacinação ou Profilaxia). Sua validade será estabelecida pelo médico, com base na contraindicação, que pode ser permanente ou temporária.

8 Onde posso tomar a vacina e solicitar a emissão do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia ao mesmo tempo?

CENTROS PÚBLICOS CREDENCIADOS:

Ambulatório de Especialidades Penha

Pça. Nossa Senhora da Penha, 55, Penha, tel. 2092-8154. Seg. a sáb., das 7h às 18h.

CRIE – Centro de Vacinação da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo)

R. Borges Lagoa, 770, Vila Clementino, tel. 0/xx/11/5576-4993. Seg. a sex., das 8h às 16h.

Medicina do Viajante do Instituto de Infectologia Emílio Ribas

Av. Doutor Arnaldo, 165, Cerqueira César, tel. 0/xx/11/3896-1200. Seg. a sex., das 8h às 17h.

CLÍNICAS PARTICULARES CREDENCIADAS:

Cedipi Clínica

Al. Joaquim Eugênio de Lima, 1.338, Jardins, tel. 0/xx/11/3887-6111. Seg. a sex., das 8h às 18h; sáb., das 8h às 15h30. Vacina contra a febre amarela, R$ 195.

Cliap Serviços Médicos

Rua Dr. Jesuíno Maciel, 345, Campo Belo, tel. 0/xx/11/5090-0100. Seg. a sex., das 9h às 19h; sáb., das 9h às 12h30. Vacina contra a febre amarela, R$ 150.

Instituto Paulista

Al. Gabriel Monteiro da Silva, 429, Jd. América, tel. 0/xx/11/3081-8144. Seg. a sex., 8h30 às 18h30. Vacina contra a febre amarela, R$ 200.

9 Apesar de não serem exigidas, outras vacinas devem ser tomadas antes de embarcar para o exterior?

Sim. Atualmente, é recomendado tomar uma dose ou reforço da vacina contra poliomielite, se você vai viajar a destinos com alta taxa de propagação da doença. Entre os países de risco estão Paquistão, Afeganistão, Síria, Iraque, Israel, Camarões, Etiópia, Guiné Equatorial, Nigéria e Somália.

10 Como saber se estarei protegido durante a viagem?

Quem vai para países com risco de transmissão de malária, cólera, raiva ou febre tifoide deve procurar a orientação de um profissional de saúde antes da viagem. É importante que ele avalie a necessidade ou não de profilaxia – por exemplo, não existe vacina contra a malária, mas é possível tomar medicamentos para diminuir a chance de transmissão. Américas do Sul e Central, África e Sudeste Asiático são regiões que exigem esses cuidados.

VEJA OS PAISES QUE PRECISAM DE VACINAS

Passe o mouse para ver as informações