Top do Top há 28 anos premia a marca mais lembrada pelos brasileiros, segundo o Datafolha; veja o histórico

A categoria, pesquisada desde 1993, já teve cinco campeãs diferentes

1993 1996 1998 2000 2002 2004 2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2 2 2 2 2 2 2 1 2 2 2 2 1 2 2 2 2 1 2 2 1 1 2 2 2 1 1 1 1 1 1 2 1 1 1 2 2 2 3 3 3 2 2 2 1 1 1 1 2 5 6 5 6 4 6 6 7 6 5 6 6 5 5 1 1 1 1 1 1 1 1 2 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 2 2 1 1 2 1 2 2 2 2 2 2 2 1 1 1 1 6 4 4 3 3 3 3 3 2 3 3 3 2 3 2 2 2 1 1 1 4 4 5 4 4 4 2 1 4 5 2 3 2 1 1 1 1 1 1 3 7 8 10 8 8 7 6 6 7 6 7 6 7 2 2 2 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 LG Honda Fiat Eletrolux Dove Consul Chevrolet O Boticário Ypê Samsung Nike Omo Coca-cola Nestlé Brastemp Bombril Natura Adidas Avon Qual a primeira marca que lhe vem à cabeça? Marcas respondidas, em % Vencedoras do ano* limpeza eletronicos eletrodomesticos higiene e cosméticos bebidas carros vestuário comida

“Qual a primeira marca que lhe vem à cabeça?” Essa é a pergunta que o Datafolha faz aos brasileiros, sem distinção de categoria, desde 1993. Aquela que recebe o maior número de citações é coroada vencedora no Top do Top, categoria especial da pesquisa Folha Top of Mind.

Para obter o título de mais lembrada do país isoladamente, a marca precisa de no mínimo quatro pontos percentuais de diferença sobre a segunda colocada —só assim se supera a margem de erro. Caso isso não ocorra, o levantamento termina com mais de uma campeã. Nesse caso, não há critério de desempate.

Cinco gigantes em diferentes segmentos de produtos têm o privilégio de já terem sido Top do Top. Confira mais sobre o histórico de cada uma delas.

Omo: vencedora em todas as edições

Da Unilever, a marca Omo conquistou todos os prêmios no Top do Top. Com a conquista de 2020, são 28 títulos em 28 edições da categoria.

Foi em 1957, com a chegada de Omo, que os brasileiros se familiarizaram com o sabão em pó. Passados 63 anos, o país é o maior mercado mundial da marca.

Coca-Cola: colada na líder

O pódio do Top do Top só não foi compartilhado em duas ocasiões: 1999 e 2019. Foram os dois únicos anos em que Coca-Cola não esteve nele. A empresa, que está no Brasil há 75 anos, foi a mais lembrada em 26 oportunidades.

Líder no segmento de refrigerantes (pesquisado 23 vezes pelo Datafolha), a Coca-Cola historicamente aposta em associar sua imagem a sentimentos de positividade e alegria. Celebrações, como a do Natal e da Copa do Mundo, contam com forte presença da marca.

Nestlé: dez conquistas nos anos 2000

Até o fim dos anos 1990, a Nestlé concentrava os esforços de marketing em suas diversas linhas de produtos. Isso mudou no início dos 2000, e não tardou para que a companhia fosse Top do Top pela primeira vez, em 2001.

Desde então, foram mais nove vitórias (são dez ao todo), o que faz da Nestlé a terceira maior vencedora da categoria. Há 99 anos no Brasil (completa cem anos em 2021), o grupo suíço obteve seu último troféu do Top do Top em 2016, em empate com mais quatro marcas.

Nike: a comunicação centrada na vitória

A fabricante de materiais esportivos subiu ao pódio pela primeira vez em 2009. Desde então, só não esteve na primeira colocação em três oportunidades. Com nove títulos ao todo, é a quarta mais vitoriosa no Top do Top.

Além de referência em futebol, o que a aproxima de milhões de torcedores, a marca também comunica mensagens de superação, seja para um grande desafio esportivo, seja para uma corrida de fim de semana.

Samsung: muito além do Top do Top

A empresa sul-coreana já tinha sido Top of Mind com produtos como aparelho de TV, smartphone e tablet antes de se tornar a mais lembrada do país. O reconhecimento veio em 2013 e, ao todo, foram sete conquistas na principal categoria.

A fabricante de eletrônicos costuma se sobressair no total de troféus por edição. Em 2020, foram seis (Top do Top, Confiança, Inovação, Smartphone e tablet, Computador e Notebook e Aparelho de TV), mais do que qualquer outra marca.